terça-feira, 29 de novembro de 2011

Plano de Urbanização da Devesa - Discussão Pública

Começou ontem o período de discussão pública da proposta para o Plano de Urbanização da Devesa, que terá a duração de 30 dias. Conforme publicado no Aviso  n.º 22877/2011 do Diário da República, 2ª série, de 21/11/2011:

"Estarão disponíveis para consulta a proposta do Plano e o Relatório da Avaliação Ambiental Estratégica. Todos os interessados poderão formular as suas sugestões através de impresso próprio disponível no Departamento Municipal de Planeamento e Gestão Urbanística ou sob a forma electrónica na página da Internet da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão (www.cm-vnfamalicao.pt). Quaisquer esclarecimentos deverão ser solicitados directamente junto dos serviços técnicos na Divisão Municipal de Planeamento Urbanístico, através do fax n.º 252318761 ou ainda por correio electrónico: planeamento.urbanismo@vilanovadefamalicao.org . "

Os elementos principais do Plano encontram-se online em: http://www.vilanovadefamalicao.org/_plano_de_urbanizacao_da_devesa


domingo, 27 de novembro de 2011

1º Passeio Massa Crítica em Famalicão

Ocorreu na passada sexta-feira, dia 25/11/2011, o primeiro passeio Massa Crítica em Famalicão, organizado pela Associação Amigos do Pedal. Muitas dezenas de pessoas participaram neste passeio urbano de bicicleta, apesar de ser noite e de estar frio, e tudo correu lindamente! 

Os passeios Massa Crítica pretendem sensibilizar para formas de mobilidade e meios de transporte mais sustentáveis, e continuará a ocorrer na última sexta-feira de cada mês, partindo, no caso de Famalicão, às 21:30.

Ver a reportagem no site dos Amigos do Pedal 

sábado, 19 de novembro de 2011

Massa Crítica em Famalicão - Dia 25 de Novembro


O movimento Massa Crítica chega a Famalicão, e começa com um passeio de bicicleta na próxima sexta-feira à noite, dia 25 de Novembro de 2011 com organização dos Amigos do Pedal, de cujo site foi transcrito o texto que se segue:

"Já existem em mais de 350 cidades de todo o mundo um movimento chamado Massa Critica. Está na hora de Famalicão engrossar esse numero, assim todas as sextas-feiras de cada mês saira da Praça Cupertino Miranda pelas 21 horas um passeio pelas ruas da cidade.

Para os que vivem mais longe espera-se cerca de meia... É melhor trazerem capacete,  luzes, à frente e atrás, e reflectores nas rodas 

Pretende-se com este movimento por um lado sensibilizar das vantagens do uso da bicicleta no dia a dia, por outro lado habituar os automobilistas a respeitarem quem usa este tipo de veiculo. "

O que é a Massa Crítica? Aqui fica a descrição, do respectivo site:

"Uma Massa Crí­tica (MC) é um passeio no meio da cidade feito em transportes suaves. Realiza-se sempre na última sexta-feira de cada mês às 18h00, partindo de um local pré-determinado.

As MC também são conhecidas nos países lusófonos como "Bicicletada" porque a maioria dos participantes desloca-se em bicicleta. No entanto o termo "Massa Crítica" é mais apropriado porque encoraja a participação de pessoas que se deslocam de outras formas suaves: patins, skate, trotinete, etc

Para lá das motivações pessoais de cada participante, a MC é uma celebração da mobilidade suave que permite aos ciclistas circular com mais segurança e facilidade, marcando a sua presença no espaço público e tornando-a visível pelo número e densidade da concentração.  Esta "segurança através da quantidade" torna-a uma excelente forma de iniciação à utilização de veículos suaves em espaço urbano.

O termo "massa crítica" refere-se à situação comum na China em que quando um ciclista pretende, por exemplo num cruzamento, atravessar por entre uma linha de tráfego para seguir o seu caminho, espera, então que se junte a ele um grupo numeroso de outros ciclistas que queiram ir no mesmo sentido, para então atingindo-se o número de pessoas suficientes possam então dar seguimento ao seu sentido de circulação."


Massa Crítica de Portugal no Facebook - aqui

sexta-feira, 18 de novembro de 2011

Presentes de Natal feitos cá


Hoje chegou-me um e-mail com um conselho para tempos de crise, que na sua simplicidade, e em poucas palavras, diz muito! Mais do que uma atitude para épocas de crise, trata-se de um dos fundamentos da transição para a sustentabilidade. Por isso, decidi partilhá-lo:

"Vamos comprar os presentes de Natal através de pequenos empreendedores: a vizinha que vende doces caseiros, o artesão que faz bijutaria, a nossa amiga que vende pela internet, a avó que faz malinhas em tricôt ou aquele artista que pinta quadros, etc...

Façamos com que o nosso dinheiro chegue a pessoas comuns e não às grandes multinacionais. Assim também estaremos a contribuir para que mais alguém tenha um Feliz Natal"

Desafio os leitores deste blogue, do Concelho de Vila Nova de Famalicão ou de perto, que possam fornecer presentes de Natal locais e artesanais, a deixarem as suas propostas e contactos em comentários neste blogue.

A intenção será colocar nesta página as sugestões, links e contactos de produtos locais de pequenos empreendedores da nossa terra.

Indique a sugestão, link e/ou contacto nos comentários desta mensagem, da página referida, ou envie a sugestão, link e/ou contacto para famalicaom@gmail.com

domingo, 13 de novembro de 2011

Introdução à Permacultura - Oficina Espiral de Ervas

Estas são algumas imagens da Oficina de Introdução à Permacultura, que ocorreu no passado Domingo dia 6 de Novembro, na Escola Camilo Castelo Branco, em Vila Nova de Famalicão, uma iniciativa do Grupo Famalicão em Transição, com a colaboração da Quercus. 

Felizmente, o número de inscrições esgotou logo nos primeiros dias após a divulgação! Por outro lado, foi pena haver tantas pessoas que queriam participar e não puderam. Quem sabe assim não se faça em breve uma segunda oficina de permacultura, em breve.

Nas palavras do formador, Ricardo Marques, "Estava um grupo mesmo excelente, a parte teórica foi muito mais uma tertúlia/debate do que uma aula, foi giro!". Após a  referida parte teórica, a espiral foi construída junto à horta/jardim da Escola. Claro que com o workshop superlotado, houve mais pessoas que trabalho. O interesse no tema foi tal, que o Ricardo teve de continuar com a formação mesmo durante o lanche. A brochura pode ser vista e descarregada aqui.

Os agradecimentos à Escola Secundária Camilo Castelo Branco, ao Núcleo do Porto da Quercus, e a todos quantos ajudaram na logística para esta acção.