domingo, 10 de dezembro de 2017

Manifesto pelo ambiente em Portugal: A CARTA DE FAMALICÃO

No dia 7 de outubro de 2017 realizou-se, em Vila Nova de Famalicão, o Encontro Ação Ecológica, Transição Sustentável e Regeneração que reuniu cerca de 35 associações ligadas à defesa do ambiente (e cujo resumo já foi publicado aqui).

O evento foi organizado pela Associação Famalicão em Transição e pela Campo Aberto - associação de defesa do ambiente, e teve como finalidade a partilha, a troca de experiências e de perspetivas das diversas coletividades ambientais, provenientes de todos os pontos do país e com trabalho realizado nesta área, de modo a conhecer-se, em profundidade e abrangência, a situação ecológica e ambiental do Noroeste de Portugal.

Um dos resultados do encontro foi a assinatura da Carta de Famalicão – o Espírito e as Práticas, cujo texto foi preparado ao longo das semanas anteriores por via eletrónica com conhecimento e intervenção por parte dos vários coletivos entretanto inscritos.

Posteriormente ao encontro, foi criada uma página destinada à divulgação desse manifesto - Ação Ecológica - Carta de Famalicão (https://cartafamalicao.comunidades.net/), que contém o respetivo texto e a possibilidade de subscrição por qualquer pessoa individual ou coletiva que com ele concorde. Inclui também um resumo e as fotografias do encontro referido, em Famalicão.

Abaixo, um extrato da introdução da Carta de Famalicão:

«(...) os signatários (...) convidam todos a tomar conhecimento das preocupações, propostas e recomendações incluídas nesta Carta. Com ela, temos em vista contribuir para que no País se enfrentem problemas decisivos para o nosso futuro comum, como são os do território, da preservação dos nossos recursos naturais, da qualidade de vida, da energia, do clima e de uma economia sustentável, numa atitude que, em vez de agredir esses valores essenciais, os proteja e salvaguarde.
(...) 
as propostas vão enquadradas nos temas principais do encontro que dá origem à presente Carta:
(1) Rios e bacias hidrográficas, tomando o Vale do Ave como um caso específico e tendo em mente situações próximas ou equivalentes; 
(2) Transição, apelando a um modo de vida menos consumidor de recursos e mais autêntico;
(3) Coberto vegetal, incêndios e floresta autóctone: os constantes e devastadores incêndios que têm assolado o nosso território e a primazia a dar à floresta autóctone e à sua recuperação gradual como parte indispensável da solução;
(4) Proteção do património e gestão das áreas juridicamente protegidas como valor fundamental a salvaguardar e a gerir com todo o cuidado que merecem, tendo em conta o contexto da Rede Fundamental de Conservação da Natureza


Apelamos a que leia o documento completo (aqui), e se concordar, junte-se e subscreva a Carta de Famalicão (aqui) para lhe dar mais força.

(Nota: No caso de subscrições por parte de entidades coletivas (associações, grupos, movimentos, iniciativas, projetos, formais ou informais, empresas, autarquias e outras instituições), estas receberão e-mail para confirmar a assinatura antes de serem adicionadas à lista de entidades signatárias na respetiva página).

quinta-feira, 30 de novembro de 2017

Planeta Feroz: FOGO (Sessão Ambientar-se 15/12/2017)

Dia 15 de dezembro 2017
Casa do Território, Parque da Devesa, 21h30
Gratuito, entrada livre

Sessão Ambientar-se promovida pela H2AVE - Associação Movimento Cívico para a Dinamização e Valorização do Vale do Ave

«O fogo sempre foi usado como um instrumento que a humanidade usou para dominar o meio envolvente, quer como fonte de calor e cozimento de alimentos assim como para renovação de pastagens. Contudo, quando no seu trajeto estão comunidades humanas poderão ter consequências desastrosas. 

No documentário também estão demonstradas técnicas de prevenção e de combate de várias índoles de complexidade e eficácia.»

"Planeta Feroz" (Raging Planet) é uma série de documentários do canal de televisão Discovery Channel, que aborda a temática dos desastres naturais. O episódio em questão "Fogo" (Fire) é de 1997 e foi realizado por Mike Rhodes (52').

Evento no facebook:   https://www.facebook.com/events/138795400051611/

*************************************************************************************************
As sessões AMBIENTAR-SE são uma parceria entre o Município de Vila Nova de Famalicão (Equipa Multidisciplinar de Gestão do Parque da Devesa) e associações locais ligadas à proteção do ambiente, que constam na exibição de um filme de tónica ambiental com debate no final. Estas sessões ocorrerem, por norma, na terceira sexta-feira do mês. Associações parceiras:
AREA - Associação Amigos do Rio Este
Associação Famalicão em Transição
H2Ave - Associação Movimento Cívico para a Dinamização e Valorização do Vale do Ave
VENTO NORTE - Associação de Defesa do Ambiente e Ocupação dos Tempos Livres
YUPI - Associação para o Desenvolvimento Local

Informações: parquedadevesa@vilanovadefamalicao.org / 252 374 184
*************************************************************************************************

segunda-feira, 20 de novembro de 2017

“Adote uma árvore, uma vida”

Adote uma árvore, uma vida” é o desafio lançado pela Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão a todos os munícipes, disponibilizando, de forma gratuita, árvores e arbustos autóctones, convidando-os a plantarem e a cuidarem de cada árvore conforme as suas caraterísticas e necessidades. 

Esta inicitiva, no âmbito do programa 25 mil árvores para 2025assinala o Dia da Floresta Autóctone e decorrerá no próximo sábado, dia 25 de novembro, entre as 9h00 e as 13h00, na Praça Cupertino de Miranda, no centro da cidade.

Fonte: adaptado daqui

domingo, 19 de novembro de 2017

Workshop "Agricultura Biológica e Valorização dos Produtos Locais"

«A Direção Regional de Agricultura e Pescas do Norte, com a colaboração da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão, a Minho Origem e a DGADR promove no próximo dia 28 de novembro, em Vila Nova de Famalicão, o Workshop “Agricultura Biológica e Valorização dos Produtos Locais”.

Num contexto de crescente interesse pela agricultura biológica, quer pelos produtores, quer pelos consumidores, e sendo a agricultura biológica um modo de produção ambientalmente sustentável, pretende-se sensibilizar os produtores, os técnicos das Organizações Agrícolas e os consumidores para este Modo de Produção. Considerando, por outro lado, a diversidade e as potencialidades das produções locais, que em muito contribuem para o desenvolvimento das zonas rurais, serão também apresentadas algumas formas de valorizar os produtos locais.

A inscrição é gratuita e poderá ser efetuada na página da DRAPN.»
Fonte: DGADR 
Programa aqui 

domingo, 12 de novembro de 2017

Workshop Higiene e Cosmética Natural - resumo


Neste Workshop Higiene e Cosmética Natural, aprendemos a cuidar de nós com produtos naturais, livres de químicos sintéticos, e fáceis de fazer. 

A Débora Moura explicou alguns conceitos básicos subjacentes à cosmética natura, e demonstrou e como se faz pasta dos dentes, leite de limpeza, creme de corpo e mãos e bálsamo labial. Levamos também indicações de como fazer desodorizante, creme de rosto e elixir dentário. Para casa levamos dois brindes oferecidos pela Débora, um frasco e leite de limpeza e um sabonete.

Apesar de ser fácil fazermos os nossos produtos, por vezes não é tão fácil arranjarmos os ingredientes, pelo menos com a pureza que é aconselhável. Se não estiverem com vontade de os fazer, encomendem os Mimos da Natureza à Débora, são saudáveis e agradáveis e nada caros!

Esta atividade, que ocorreu no dia 12/11/2017 nos Serviços Educativos do Parque da Devesa, foi promovida pela Associação Famalicão em Transição, em parceria e com o apoio do Município de Vila Nova de Famalicão, estando integrada no serviço de sensibilização ambiental  para adultos do Parque da Devesa.






Mais fotos aqui.

As participantes manifestaram interesse num workshop sobre sabonetes, que, em princípio, iremos então propor para 2018.

quinta-feira, 9 de novembro de 2017

As Bicicletas e a Cidade - sessão Ambientar-se 17/11

As Bicicletas e a Cidade 

17 de novembro de 2017 (sexta) às 21h30
Centro Escolar Luís de Camões, (Rua Luís Barroso), Vila Nova de Famalicão
Gratuito, entrada livre (até à lotação da sala) 

As bicicletas também têm direito à cidade?

Desta vez, AMBIENTAR-SE pega na bicicleta, sai da Casa do Território e vai até ao Centro Escolar Luis de Camões - é a primeira sessão descentralizada, apresentada por: YUPI – Ass. para o Desenvolvimento Social e Comunitário

Sinopse:  “Durante o século XX, a cidade de Joinville, sul do Brasil, experimentou uma fase de intensa industrialização, recebendo milhares de migrantes em busca de trabalho. Nesse período, as bicicletas tornaram-se o principal meio de transporte da população, fazendo com que Joinville ficasse conhecida como a "Cidade das Bicicletas. Mas este título não durou para sempre!

Realização e Produção: Fellipe Giesel  | Ano: 2016 | Duração: 72´

Público: Geral | Entrada livre e gratuita


As Bicicletas e a Cidade - Trailer do Documentário from Fellipe Giesel on Vimeo.

***************************************************************************
As sessões AMBIENTAR-SE são uma parceria entre o Município de Vila Nova de Famalicão (Equipa Multidisciplinar de Gestão do Parque da Devesa) e associações locais ligadas à proteção do ambiente, que constam na exibição de um filme de tónica ambiental com debate no final. Estas sessões ocorrerem, por norma, na terceira sexta-feira do mês. Associações parceiras:

AREA - Associação Amigos do Rio Este
Associação Famalicão em Transição
H2Ave - Associação Movimento Cívico para a Dinamização e Valorização do Vale do Ave
VENTO NORTE - Associação de Defesa do Ambiente e Ocupação dos Tempos Livres
YUPI - Associação para o Desenvolvimento Local

Informações: parquedadevesa@vilanovadefamalicao.org / 252 374 184